Multas elevadas em SP não resolvem o descarte ilegal

via Folha
por André Demétrio

O entulho gerado por construções ou reformas é um grande problema para as prefeituras quando são descartados de maneira ilegal. Além de prejudicar o meio ambiente, esse tipo de crime contribui fortemente para a degradação de áreas urbanas. Isso sem contarmos o desperdício, pois grande parte desse “entulho” poderia ser reaproveitado para transformar-se em solução para novas construções.

Em São Paulo, a multa para o descarte ilegal destes materiais subiu de R$ 500 para R$ 12 mil em julho do ano passado, o que gerou aumento no número de coleta. Mas nem o preço alto acabou com o problema nas ruas, cerca de 60% de resíduos de construção tem destino inapropiado, seja em terrenos, ruas ou calçadas.

Desde o início da gestão, Kassab promete 96 ecopontos, porém, a prefeitura conta atualmente com 41 ecopontos, que recebem o equivalente a uma caixa d’água de mil litros por dia de entulho. Como quase toda pequena obra ultrapassa esse valor, a destinação imprópia continua em números elevados em mais de 1.500 depósitos ilegais, segundo dados da prefeitura.

This slideshow requires JavaScript.


fotos: Luiz Carlos Murauskas

Veja a matéria completa na Folha.

Advertisements