O destino do lixo por tubulações subterrâneas

O sistema subterrâneo usado em Barcelona foi criado para as Olimpíadas de 92, funcionou tão bem na Vila Olímpica que se tornou exemplo para a cidade. Hoje, várias partes da Europa utilizam o mesmo modelo.

Desenvolvido pela sueca Envac, o sistema conta com “bocas” de lixo, eliminando as latas e os custos com coletas periódicas. A população deposita nessas bocas o resíduo de acordo com sua classificação. A partir daí entra a tecnologia, que suga as sacolas a mais de 70km/h em dutos 5m abaixo da terra. O destino são containers, que transportam os resíduos para uma usina de triagem. A matéria orgânica se transforma em energia enquanto plástico, lata e papel são reciclados.

“A ausência de caminhões de lixo evita odores, acúmulo de lixo e melhora o tráfego. Além das vantagens ambientais, o sistema proporciona um melhor aproveitamento do espaço urbano”, afirma Carlos Vazquez, chefe do Departamento de Gestão de Resíduos da prefeitura local.

Veja abaixo a reportagem do Jornal Nacional veiculada no ano passado:

fonte

Advertisements