ONU visita projeto paranaense de produção de energia e biofertilizante

Representantes da Organização das Nações Unidas visitaram quinta-feira (25) o projeto da comunidade rural Linha Ajuricaba, em Marechal Cândido Rondon, Oeste do Paraná, que usa dejetos de criações para produção de energia e biofertilizantes. O projeto teve apoio da Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento, Itaipu, Prefeitura, Copel e Emater.

O projeto da comunidade envolve 32 famílias que estão organizadas numa cooperativa. O diretor-técnico da ONU para o Desenvolvimento Industrial, Dmitri Piskounov, e seus colegas foram acompanhados do secretário interino da Agricultura, Otamir César Martins, do presidente da Emater, Rubens Niederheitmann, do coordenador de energias renováveis da Itaipu, Cícero Blay Júnior, e do prefeito Moacir Froehlich.

A Emater trabalhou na organização dos produtores, ajudando a formar a cooperativa e também prestando orientação técnica nas propriedades. Em cada unidade produtiva foram construídos biodigestores. Eles recebem o esterco produzido pelas criações e transformam esse produto em biofertilizante e biogás.

RENDA – Parte do gás é usada na propriedade e o restante segue, por gasoduto, até uma pequena usina de geração de energia elétrica, ligada à rede da Copel. A companhia vai comprar este serviço, assegurando renda extra para cada participante do projeto. O fertilizante que sai dos biodigestores está ajudando a melhorar a produtividade das lavouras e das pastagens.

O presidente da Emater destacou que o projeto resolve um grande problema ambiental e cria condições para o agricultor melhorar a renda de sua família. “O produtor aproveita o biogás em sua propriedade e pode vender o excedente. É um projeto bem estruturado, tanto do ponto de vista de gestão quanto de sustentabilidade, e merece ser estudado e divulgado para implantação em outras comunidades”, declarou Niederheitmann. O secretário interino da Agricultura enfatizou que a experiência deve ser levada a todo o Estado.

Os representantes da ONU estão em Foz do Iguaçu para a apresentação do Centro Internacional de Energias Renováveis – com ênfase em biogás – no Parque Tecnológico da Itaipu.

via

Advertisements